Conexão Galpão

O QUE É

Criado em 2002, o Conexão Galpão é um projeto sociocultural que tem como objetivo proporcionar a crianças e jovens estudantes um contato direto com a arte, por meio de uma visita ao centro cultural Galpão Cine Horto para assistir a espetáculos de teatro gratuitos.
Integrado às visitas ao Galpão Cine Horto, o Conexão Galpão oferece o “Programa Ações Formativas em Teatro” (PAFT) para professores das instituições participantes.
O projeto busca potencializar o processo de construção do conhecimento fomentando diálogos entre artistas e professores, possibilitando uma maior apropriação da experiência teatral dentro das instituições de ensino.

COMO PARTICIPAR

1. Basta entrar em contato pelo telefone (31) 3481-5580 e agendar a visita dos alunos de sua Instituição de acordo com a disponibilidade do projeto.
2. Cada instituição precisa indicar pelo menos uma professora/educadora para participar do “Programa Ações Formativas em Teatro” (PAFT).

RECOMENDAÇÕES

Cabe à Instituição estimular e viabilizar a participação das professoras no “Programa Ações Formativas em Teatro” (PAFT), através de sua liberação nos horários pré-estabelecidos.
***A ausência de educadora no PAFT implica no cancelamento da visita da escola.
As professoras devem comparecer ao PAFT usando roupas confortáveis (evitar saias e calças jeans que limitem os movimentos)
Cabe à Instituição viabilizar o transporte das professoras e dos alunos para as visitas ao Galpão Cine Horto. Os ônibus devem chegar ao Galpão Cine Horto com 15 minutos de antecedência. O Galpão Cine Horto não possui espaço adequado para alimentação dos alunos. Casos específicos, devem ser notificados com antecedência à coordenação do projeto.

FICHA TÉCNICA
Coordenação Conexão Galpão: Reginaldo Santos. Atuação: Dayane Lacerda, Fabiano Lana, Mariana Blanco e Reginaldo Santos.

ESPETÁCULOS

“UMA E TANTAS HISTÓRIAS”
Um bisavô, que tem a idade de Belo Horizonte – Seu Nonô – e sua bisnetinha Lilica contam histórias revelando curiosidades sobre o surgimento do cinema, através da exibição de filmes de curta-metragem, num espaço de improviso e diversão para os alunos. Paralelamente, aspectos da construção de Belo Horizonte são apresentados de forma lúdica e interativa.
Para crianças de 07 a 11 anos.
Direção: Lúcia Ferreira. Dramaturgia: Dayane Lacerda, Denise Dâlanides, Lúcia Ferreira, Luciana Katahira e Reginaldo Santos. Atuação: Dayane Lacerda, Fabiano Lana e Reginaldo Santos.

“MANGA MANGUEIRA, MEU PÉ DE BRINCADEIRA”
Conta a história de uma menina e um macaco, moradores de uma árvore, e de um menino da cidade, que precisa levar dinheiro e comida para casa. O público se diverte com as músicas e as brincadeiras dos três personagens que, ao longo da história, nos revelam seus sonhos, suas fantasias e seus medos.
Para crianças de 04 a 10 anos.
Direção: Chico Pelúcio e Kênia Dias. Dramaturgia: Coletiva. Atuação: Dayane Lacerda, Fabiano Lana e Mariana Blanco.
Programa de Ações Formativas em Teatro (PAFT)

Com o intuito de reconhecer a responsabilidade que é exigida do professor que não tem formação específica em teatro, e quer ou é designado para trabalhar com essa arte na escola – como no caso dos professores denominados polivalentes[1], desenvolvemos no espaço cultural Galpão Cine Horto (Belo Horizonte) um projeto sociocultural com foco na ida ao teatro para alunos das primeiras séries da Educação Básica.

A carga horária do Programa de Ações Formativas em Teatro (PAFT) de 12horas/aula permite apresentar e vivenciar práticas teatrais, pautadas nas noções de acontecimento e experiência. Nesse espaço, a vivência dos professores é priorizada, no intuito de compreenderem de que maneira as representações simbólicas e estéticas são construídas no teatro.

A proposta do PAFT é baseada em jogos: sensoriais, lúdicos, intermediários, teatrais e discussões advindas das reflexões pós-jogos. Os jogos sensoriais (de exploração do sensível e do sinestésico), permitem receber os professores de forma mais agregadora, pessoal, silenciosa e intimista, trabalhando com os sentidos, as sensibilidades e as sensações do jogador. Os jogos lúdicos constituem as brincadeiras cantadas, de faz de conta e de roda, jogos tradicionais, jogos de mãos e copos, etc., que dizem respeito à brincadeira espontânea. Jogos intermediários foi uma expressão criada por nós para os jogos que se encontram entre os lúdicos e os teatrais. São jogos que, de alguma forma, permitem a distribuição do foco para alguns jogadores, sem criar uma relação explícita entre jogador e plateia, embora permitam perceber o ato de mostrar-se para o outro. O jogo teatral “visa efetivar a passagem do jogo dramático (subjetivo) para a realidade objetiva do palco. Este não constitui uma extensão da vida, mas tem sua própria realidade” (KOUDELA, 2006, p. 44).

O PAFT busca fazer da ida ao teatro, uma atividade que não termina nela mesma; permite pensar uma proposta pedagógica que não privilegia apenas a leitura da peça em questão, mas entender o acontecimento teatral como fenômeno. Consideramos, neste contexto, “a polivalência como a organização do trabalho escolar docente, caracterizando-a como elemento constituinte da profissionalidade daquele que atua nos anos iniciais do ensino fundamental [e educação infantil], associando-a à profissionalidade polivalente” (CRUZ; NETO, 2012, p. 385). Dessa maneira, ser professor/a dos anos iniciais implica responsabilizar-se por diversas áreas de conhecimento.

Cadastre-se em nossa newsletter

E-mail*

Entre em contato

Rua Pitangui, 3613, Bairro Horto
Belo Horizonte - MG - Brasil - CEP.: 31030-065

+55 31 3481-5580

contato@galpaocinehorto.com.br

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta das 9h às 22h, sábado das 9h às 17h e domingo das 15h às 21h.
Bilheteria – Aberta sempre 2h antes das apresentações.
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT) - segunda a sexta das 14h às 19h

Como Chegar