NÚCLEOS DE PESQUISA GCH | INSCRIÇÕES ABERTAS

De 13 de março a 7 de abril estão abertas as inscrições para os Núcleos de pesquisa do Galpão Cine Horto. Neste semestre serão realizados quatro núcleos nas áreas de Cenografia, Figurino, Dramaturgia e Teatro Para Educadores.

Os Núcleos de Pesquisa do Galpão Cine Horto foram criados para fortalecer o espaço de investigação teórico-prático em diversas áreas de conhecimento da criação cênica e da cultura, fomentando o intercâmbio entre artistas, estudantes e pesquisadores. Coordenados por profissionais que atuam no mercado cultural, os Núcleos de Pesquisa acontecem em períodos e formatos distintos, de acordo com as especificidades de seu
conteúdo.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

INVESTIMENTO:

Módulo I – 40 horas – R$500,00 à vista (ou R$540,00 parcelado em 3x no cheque ou cartão)
Módulo II – 40 horas – R$300,00 reais
Valor do pacote promocional para pagamento dos dois módulos: R$750,00 divididos em até 3 vezes no cartão)

NÚCLEO DE PESQUISA EM CENOGRAFIA

Coordenação: Branca Peixoto

O Núcleo de pesquisa em Cenografia é um espaço para se discutir, explorar, questionar e, acima de tudo, trocar a respeito do fazer cenográfico  e suas possibilidades, principalmente dentro do universo teatral. Esse ano o Núcleo será divido em 2 módulos: 

Módulo 1

Construção de habilidades e pensamentos cenográficos. Por meio de debates, exercícios, estudos de caso, visitas técnicas e conversas com profissionais da área, serão discutidos aspectos históricos, teóricos, técnicos e práticos do fazer cenográfico, incluindo estratégias, funções e desafios de um cenógrafo no desenvolvimento de um projeto. 

Módulo 2

A partir das habilidades desenvolvidas no módulos 1, os participantes serão divididos em grupos de trabalho e orientados para desenvolver, executar e montar um projeto cenográfico como resultado final do curso. Os projetos poderão ser nas mais variadas áreas da cenografia (teatral, evento, moda, instalação e etc) e serão definidos juntamente com os participantes, a partir do interesse de cada um.

PÚBLICO ALVO

Pessoas com interesse no fazer teatral e artístico, principalmente estudantes e profissionais das Artes Cênicas, Artes Visuais, Design e Arquitetura.

Carga horária e dias de aula

Terças- feiras- de 19h as 22h

Módulo I- 40 horas/aula – de 14 de abril a 15 de julho

Módulo II- 40 horas- a partir de agosto – negociadas com cada grupo de trabalho e pesquisa.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

BRANCA PEIXOTO é formada em Dança pelo CEFAR e em Arquitetura e Urbanismo pela UFMG, tendo feito parte da sua graduação na Instituição KU Leuven, em Bruxelas (Bélgica). Hoje cursa o Master de Design do Entretenimento no IED Rio. Além de bailarina independente, hoje atua na “criação de espaços sensíveis”, por meio da PAR Cenografia e Arquitetura, parceria desenvolvida com a arquiteta Bruna Cosfer. Seus trabalhos mais recentes são as exposições “05 anos de comemoração da Cia Sesc de Dança” no Sesc Palladium, “Desconstrução do Esquecimento: golpe, anistia e justiça de transição” no Centro Cultural da UFMG, “Feminae” na Reitoria da UFMG e o centro cultural “Casa do Jardim” da Fundação Renova em Mariana; o cenário dos shows “À Margem” da cantora Michelle Andreazzi, “Brasilidade” da cantora Fernanda Santanna e “Enaldinho Game Show” do YouTuber Enaldinho. Pela Cervejaria Backer fez: cenografia do Festival Belorizontina de Verão, stand do Mundial de La Biere, evento IPA BBQ, o Mundial de Wake Board, o bar do Expocachaça e o bar dos 40 anos de BH Shopping. Fez vitrines e instalações das lojas “Cali Store”, “Contempo”,  “Bel Lar Casa Contemporânea” e “Pátio Savassi”.  Fez os cenários das peças “Primeira Impressão” do Teatro Olho Nu, ”Suave Coisa Nenhuma” do grupo Este Coletivo, “Uma Tendência para Alegria” da Cia 5 Cabeças e “Um Pouco de Ar, Por Favor” da Cia Pierrot Lunar e “A gota que falta” da Trama. Com os trabalhos “O Gol Não Valeu” da ZAP 18 e “Reflexos de um Corpespaço: um experimento arquitetônico dançante”, foi uma das representantes dos estudantes brasileiros na Quadrienal de Cenografia de Praga em 2015 e 2019, respectivamente.


NÚCLEO DE PESQUISA EM DRAMATURGIA 2020

Coordenação de Vinícius Souza

O Núcleo de Pesquisa em Dramaturgia do Galpão Cine Horto é o único espaço regular de formação em dramaturgia em Belo Horizonte, oferecendo na cidade, há mais de dez anos, a prática compartilhada de escrita dramatúrgica; é um espaço criativo de escrita e troca de ideias teatrais; um encontro para a descoberta e/ou aprofundamento de dramaturgias autorais. Nele não se pretende a transmissão de conceitos e estruturas dramatúrgicas fixas, mas a realização de práticas e discussões que estimulem a experimentação textual; o aprofundamento de linguagens e modos de produção; a interlocução entre dramaturgos e interessados em dramaturgia.

O Núcleo se divide em dois módulos, cada um realizado em um semestre do ano. No Módulo I, o participante se aproxima de conceitos-chaves da dramaturgia como as ideias de ação, tempo, espaço, personagem, estruturas dramatúrgicas e teatralidades, exploradas a partir de um ponto de vista contemporâneo, aberto e plural. Essa aproximação se dá através de palestras, discussões, jogos e exercícios de escrita individuais e coletivos. Ao lado dos conceitos, também são apresentados modos de criação e referências artísticas.

Já no Módulo II, cada participante desenvolve um texto teatral autoral, aprofundando suas próprias descobertas e interesses na área, sob assistência do coordenador do Núcleo e tendo o próprio grupo de participantes como interlocutor.

Operando de modo coletivo, o Núcleo é indicado tanto para autores com larga experiência, servindo como um espaço de interlocução para suas pesquisas ou abertura para novas propostas; quanto para aqueles que se iniciam no campo da escrita teatral.

Público-alvo: 

Dramaturgas e dramaturgos, atrizes e atores, diretores e diretoras de teatro, escritoras e escritores, interessados na área.

Carga horária e dias de aula

Módulo I- 40 horas / Segundas-feiras, de 19h às 22h de 13 de abril a 06 de julho

Módulo II- Segundas-feiras de 19h às 22h a partir de 24 de agosto

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

Vinícius Souza é dramaturgo, ator, diretor e pesquisador teatral. Mestre em Teatro pela UFMG e professor do Cefart-Palácio das Artes. É coordenador da mostra Janela de Dramaturgia e do Núcleo de Pesquisa em Dramaturgia do Galpão Cine Horto; diretor da plataforma Planos Incríveis, onde assinou a direção e dramaturgia dos espetáculos Os Indicados, Três Tigres Tristes e Jornada. É um dos editores da Javali, editora que publica livros de teatro, na qual organizou junto com Assis Benevenuto a Primeira Antologia da Dramaturgia de Belo Horizonte. Em 2020 dirige, junto com Marcelo Castro, o novo espetáculo do Grupo Galpão: Quer ver escuta.


NÚCLEO DE PESQUISA EM FIGURINO

Coordenação: Camila Morena da Luz

O Núcleo de Pesquisa em Figurino é um lugar de troca e aprofundamento na linguagem do Figurino. De forma descontraída e fluida a proposta é fazer um mergulho no universo criativo dos figurinistas, nos bastidores dos espetáculos de grupos mineiros, no mundo das cores, texturas, formas, tecidos  e referências inspiradoras dos processos de criação de diversas áreas artísticas. Este ano as atividades serão divididas em dois módulos:

Módulo I

Introdução teórica e prática ao universo do Design de aparência dos atores. No primeiro semestre os participantes farão exercícios de análise de espetáculos, leituras de obras teatrais, pesquisa de materiais, seminários, bate-papos e palestras com artistas e figurinistas, além de visitas em acervos de figurino de Belo Horizonte. A partir dessa etapa o participante terá acesso a fundamentos e metodologias facilitadoras para futuros processos de criação. 

Módulo II

Neste módulo cada participante desenvolverá um projeto prático (individual ou coletivo) no qual poderá por em prática a pesquisa feita anteriormente. A partir de estudos teóricos e práticos os participantes serão estimulados a aproveitar suas habilidades para fazer projetos criativos de figurino de teatro, dança, cinema, bonecos, música ou outras àreas afins. Nesta etapa cada grupo de trabalho terá horários de orientação e acompanhamento agendados com a coordenadora. 

PÚBLICO-ALVO
Pessoas com aptidão artística e criativa que tenham interesse em Teatro, Moda, Artes Visuais e pela pesquisa do Figurino.

Carga horária e dias de aula

Quartas feiras- de 19h as 22h

Módulo I- 40 horas/aula – de 22 de abril a 15 de julho

Módulo II- 40 horas-  a partir de agosto – negociadas com cada grupo de trabalho e pesquisa.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

Camila Morena da Luz é Bacharel em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília, com especialização em Materiais Expressivos pelo Centro Técnico de Produção da Fundação Clóvis Salgado. Foi diretora de arte do espetáculo O Firme Soldadinho de Chumbo, sob direção de Simone Ordones. Com este trabalho também participou da Mostra de Estudantes da Quadrienal de Praga 2019. Em Praga também participou de workshops como The Natural Dye Studio (Tingimentos com corantes Naturais) e Participatory Scenography – Developing Responsive Space (Cenografia Participativa – Desenvolvimento de Espaços Interativos).

Trabalhou em parceria com Luciana Buarque na criação de figurinos, adereços e cenografia do espetáculo Delírio & Vertigem, com direção de Rita Clemente.
Atua como figurinista desde 2003. Foi responsável pela criação de figurinos de espetáculos como Zucco, com direção de Amaury Borges; Mais Alto que a Lua e Ciclos, com direção de Juliana Pautilla; Manga, Mangueira meu Pé de Brincadeira, com direção de Chico Pelúcio e Kenia Dias; Concerto em Ré, do Grupo Maria Cutia; Sonho de uma Noite de São João, com direção de Paulinho Polika; Arriscamundo, com direção de Kenia Dias; A Mudança, da Cia do Chá; Tocatta, da Cia. Sesi de Dança; Os Ancestrais, do Grupo Teatro Invertido, com direção de Grace Passô; O Homem Vazio, com direção de Gustavo Falabella; e O Gol Não Valeu com direção de Cida Falabella, com o qual recebeu indicação de melhor figurino no prêmio Sinparc 2017.  Seus últimos trabalhos foram a direção de arte do musical Sitio do Pica Pau amarelo (Casa de Música de Ouro Branco), figurino do espetáculo A Gota que Falta do Grupo Trama com direção de Chico Pelúcio, e Ainda Assim se Levantar da Cia Luna Lunera com direção de Isabela Paes.
Também é atriz, professora de teatro dos Cursos Livres e coordenadora geral dos Núcleos de Pesquisa do Galpão Cine Horto.


NÚCLEO DE PESQUISA EM TEATRO PARA EDUCADORES

Coordenação: Gláucia Vandeveld

O Núcleo de Pesquisa em Teatro para Educadores será desenvolvido em dois semestres e tem como objetivo fomentar a pesquisa na área de Teatro-Educação, estimulando e instrumentalizando educadores/ educadores sociais que tenham ou queiram ter o teatro como elemento de atuação em sala de aula/grupos a desenvolverem projetos junto a suas escolas/instituições O núcleo consiste em dois módulos. 

 Módulo I

 A partir de aulas práticas, reflexões sobre o trabalho realizado e discussões de textos teóricos sobre teatro-educação, o educador participante terá a possibilidade de ampliar e enriquecer sua prática pedagógica na troca permanente com o coletivo, familiarizando-se com as particularidades e especificidades do exercício teatral e reconhecendo o teatro como um saber, sem perder de vista a sua própria vivência artística.

O Módulo II

 Tem por objetivo propor um trabalho de pesquisa, práticas e discussão do conceito e do espaço do teatro dentro do ambiente escolar, estendendo esses conhecimentos nas escolas a partir de intervenções/projetos dos participantes em busca do fazer artístico na sala de aula, com acompanhamento da coordenação do Núcleo.

Público Alvo

Professores (as) das Redes Estadual e Municipal de Educação, Educadores(as) Sociais e Agentes de Cultura, Estudantes de teatro, atores, atrizes e professores da rede privada que tenham o desejo de implementar/complementar a prática do teatro em suas escolas/ grupos/instituições. 

Vagas: 15 bolsas para professores da rede municipal e estadual. Seleção mediante breve currículo e carta de intenção enviadas até dia 31 de março, via preenchimento de formulário no link. 

Carga horária e dias de aula

Segundas- feiras- de 19h as 22h

Módulo I- 40 horas/aula – de 13 de abril a 06 de julho

Módulo II- 40 horas- a partir de agosto – negociadas com cada grupo de trabalho e pesquisa.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

Gláucia Vandeveld – Atriz, formada pela Escola de Arte Dramática da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo – EAD. ECA. USP. Professora integrante do Núcleo Pedagógico do Galpão Cine Horto desde 1999, onde coordena o Núcleo de Pesquisa em Teatro para Educadores. Ministrou oficinas para educadores e adolescentes no FETO- Festival Estudantil de Teatro, no FITUB- Festival Internacional de Teatro Universitário da FURB- Universidade de Blumenau e FIT- Festival Internacional de Teatro de Belo Horizonte. Integra a equipe de arte educadoras do Projeto “A Arte Como Possibilidade de Liberdade”, desenvolvido durante os anos de 2016/2017 no Complexo Penitenciário Estevão Pinto – PIEP e atualmente no Centro Sócio Educativo São Jerônimo/BH. Coautora do livro “Galpão Cine Horto: uma experiência de ação cultural”, Edições CPMT, 2014. Como atriz atuou com vários coletivos, entre eles o Grupo Espanca. Atualmente atua nos espetáculos “Jornada” sob a direção de Vinícius Souza e “Banho de Sol” da Zula Cia. de Teatro, além de trabalhos no cinema, entre eles: “Arábia” de Affonso Uchoa e João Dumans, “ANGELA” e “Antes que o Verão Acabe” de Marília Nogueira e “No Coração do Mundo” de Gabriel Martins e Maurílio Martins.

Categoria: Notícia Capa | Assuntos:

Cadastre-se em nossa newsletter

E-mail*

Entre em contato

Rua Pitangui, 3613, Bairro Horto
Belo Horizonte - MG - Brasil - CEP.: 31030-065

+55 31 3481-5580

contato@galpaocinehorto.com.br

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta das 9h às 22h, sábado das 9h às 17h e domingo das 15h às 21h.
Bilheteria – Aberta sempre 2h antes das apresentações.
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT) - segunda a sexta das 14h às 19h

Como Chegar