Segunda tem Cinema apresenta “O Jardim das Espumas”, do diretor Luiz Rosemberg Filho

Cena de O Jardim das Espumas (1970)
Cena de O Jardim das Espumas (1970)

No dia 17 de junho, às 19h, o Galpão Cine Horto exibe o filme O Jardim das Espumas como parte da programação Segunda tem Cinema, que terá uma sessão gratuita toda segunda-feira.

A produção é parte da mostra Lixorumeassombroso&mortífero, que tem curadoria do CineLixo, coletivo criado em 2015 com foco em produções brasileiras marginais. A sessão será comentada pelo crítico João Campos.

A sessão é uma homenagem ao diretor, Luiz Rosemberg Filho, que faleceu dia 19 de maio de 2019. 

19h | O Jardim das Espumas, de Luiz Rosemberg Filho (Brasil, 1970) | 18 anos | 108

Um planeta extremamente pobre, dominado pela irracionalidade e opressão, recebe a visita de um emissário dos planetas ricos, interessado em acordos econômicos. Antes de se encontrar com o governante, ele é sequestrado pela facção contraditória do sistema, o oposto de tudo aquilo que é dito oficialmente. Dois estudantes são interrogados sobre o seu desaparecimento e mortos, sendo seus corpos, abandonados numa estrada. O emissário, ao tomar contato com a realidade do planeta, descobre que vai fomentar um mito que não deve ser desenvolvido ali.

Sobre o Segunda tem Cinema

O Segunda tem Cinema é um projeto do Cine Horto em parceria com cinéfilos e pesquisadores. A curadoria dos filmes é de quatro grupos e cada segunda do mês terá um recorte diferente, seguindo a proposta de cada um deles.

Sobre o CineLixo

O CineLixo é um cineclube criado em agosto de 2015 por alunos e professores do Instituto Casa Viva de Educação e Cultura com os objetivos de exibir filmes brasileiros através de uma perspectiva histórica – tendo focalizado as produções ditas “marginais” ou “de invenção” das décadas de 60 e 70, e parte do cinema paulista produzido no ciclo da Boca do Lixo, mas não se restringindo unicamente à este crivo – e discuti-los, buscando fomentar o debate e o pensamento à respeito de filmes que são em grande parte esquecidos e mal localizados historicamente.

Sobre João Campos

Antropólogo, curador e crítico de cinema. É doutorando no programa de Antropologia Social da Universidade de São Paulo. É crítico na revista Rocinante e membro do núcleo de pesquisa NAPEDRA-USP (Núcleo de Antropologia, Performance e Drama).

Data: 17 de junho de 2019
Horário: 19h
Ingresso: Gratuito
Classificação: 18 anos
Categoria: | Assuntos:

Cadastre-se em nossa newsletter

E-mail*

Entre em contato

Rua Pitangui, 3613, Bairro Horto
Belo Horizonte - MG - Brasil - CEP.: 31030-065

+55 31 3481-5580

contato@galpaocinehorto.com.br

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta das 9h às 22h, sábado das 9h às 17h e domingo das 15h às 21h.
Bilheteria – Aberta sempre 2h antes das apresentações.
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT) - segunda a sexta das 14h às 19h

Como Chegar