Mostra dos Cursos Livres | 1º semestre 2018 | DIA 3

A Mostra dos Cursos Livres de Teatro do Galpão Cine Horto tem como objetivo criar um espaço para que o aluno possa experimentar, diante de uma plateia, os exercícios propostos em sala. Essa experiência, ao mesmo tempo pedagógica e artística, é fundamental para o processo de amadurecimento e apropriação do conteúdo desenvolvido no semestre, pois a prática do teatro está além da apresentação de espetáculos e cenas. Para que isto aconteça, é preciso estar atento, escutar a si mesmo e ao outro, confiar, arriscar-se e, sobretudo, estar disponível para o jogo.

E é nessa atmosfera de risco, prazer e generosidade que convidamos os amigos e familiares a compartilhar conosco mais uma etapa de nossa aprendizagem.

 

>>> Matrículas abertas para o 2º semestre de 2018

> início das aulas: 4 de agosto

para [+] info, é só clicar aqui!

Fiquem sempre ligados no nosso site e na nossa página do Facebook.

Temos ótimas novidades para 2018!

Ter, 10/07 – 20h

 

JOGOS DE AFETO

AQUARELAS DO BRASIL

Partindo das investigações vivenciadas durante o semestre focadas na relação com o espaço, no jogo, na construção
de um coletivo e na afetividade, a turma dos Jogos de Afeto propõe em seu exercício uma pergunta: o homem é o lobo
do homem?

Professora: Juliana Martins

Alunos: Ana Maria de Souza, Ana Zuleima de Castro Lucher, Maria Adriana Gonçalves Lazário, Maria das Graças dos
Reis, Maristela de Fátima Carneiro, Valquíria Miranda da Costa, Rita Alves Gonçalves, Maria de Fátima Fonseca

 

TEATRO 1 – TURMA 2

RODA DE POESIA
O que te atravessa? O que salta aos olhos? O que faz pulsar mais forte? A partir de fragmentos de poesias e de jogos
e exercícios pautados na troca, na escuta e no coletivo, criamos nossa roda para desvelar o eu poético.

Professora: Juliana Martins

Alunos: Alex Dalton Dias , Alice Marco Peres Loyola , Ana Cristina Balsemão da Fonseca Machado, Carolina Araújo
Esteves, Carolina Nassif Koenigkan Ferreira , Celio Silveira de Souza, Diego Rodrigues Santiago, Gabriela de Almeida
Zani, Isabella Souza Novaes, José Eugenio Rolim Biasutti, Junia Maria Vale Xavier, Letícia Gabriella Pothero,
Lourenço Ordones Franco de Ameida, Lucas Fonseca Rodrigues, Mariana Fonseca Machado , Natália Lopes dos
Santos, Nickary Felipe dos Santos, Rafael Diniz Marques Gontijo, Stephan Fernandes Muratori, Vanda Lucia
Michaelsen de Mendonça, Wanessa Peres Rabelo

 

TEATRO 3 – TURMA 1

O QUE O SOL FAZ COM AS FLORES

Livres Inspirações/adaptações: Generalidades ou Passarinho Loque Esse – JoMaka, Por Elise – Grace Passô, o que
o sol faz com as flores – Rupi Kaur, Regurgitofagia – Michel Melamed, O pai da menina Morta – Tiago Ferro.
Certa noite desenhávamos movimentos e ações em velocidades variadas, hora como se o tempo fosse nos engolir
hora como se o silêncio tomasse conta do nosso corpo pele osso músculo. Experimentamos os planos baixo médio

alto, sim! Buscamos intenções para cada ação, movimento e gesto. Ocupamos o espaço de nossas terças feiras para
descobrir nossos corpos e ocupar o espaço em diferentes ritmos e possibilidades. Escuta, troca, disciplina, jogo de
ação e reação. Repetição. Consciência. Às vezes parecia que não podia caber tanto em tão curto tempo. Mas não,
não era loucura e, mesmo que fosse, eu podia repetir em lembranças que insistiam em esquecer.

Professora: Kelly Crifer

Alunos: Kelly Crifer Alunos: Alexandre Cardoso Rangel Rodrigues, Aline Sacramento, Amanda Cerq, Amanda
Salvador, Bruno Araújo, Carlos de Faria, Dudu Melo, Cleiton Figueiredo, Fabiana Soares, João Maria, Julia Campos,
Letícia Couto da Silva, Letícia Leiva, Maria Helena Bicalho, Mariana Souza Lopes, Matheus Carvalho, Poliana Sabino,
Rodrigo Liberato, Tati Mesquita

 

TEATRO 3 – TURMA 2

COLAPSO
Livres Inspirações: A onda – Suzy Lee, Onde vivem os monstros – Maurice Sendak, Chorume – Vinícius Calderoni, Uma
aprendizagem ou o livro dos prazeres Clarice Lispector, O menino que queria virar vento – Pedro Kalil Auad, Hilda
Furacão – Roberto Drummond, Por Elise – Grace Passô
Dançando as articulações descobrimos nossas potencialidades, vícios, fragilidades e expandimos em repetições,
ações, procurando ecos, escutando o eu na multidão. Como o outro me desafia, me conforta, me desestabiliza e me
expande. Me descubro no outro e com o outro. Ecos e incomunicabilidades. Pedaços de corpos misturados no tempo
espaço. Criando outros instantes, buscando a experiência do acontecimento. Que nada seja dito de antemão – que se
revele nos instantes criados.

Professora: Kelly Crifer

Alunos: Ana Luísa Alves Ferreira, Bárbara Barbalho, Bruno Araújo, Ca Mila, Claudia Lavarini, Douglas Carvalho,
Haydyn Petrus, Lorena Maruch, Otávio Paes, Samantha Pires, Tati Mesquita, Victor Hugo

 

TEATRO 4 – TURMA 2

A MORTE ME SORRI
Roupas coloridas, dança animada, música alta e sorriso no rosto. Será que o mundo está de cabeça para baixo e nós
somos as estrelas? Mas a vida, como uma festa eufórica e coreografada, onde os braços se encaixam perfeitamente
nos abraços, dura menos que os quatro minutos e trinta segundos do videoclipe de Bollywood. Não fui eu que escolhi
a cor do meu véu. Não fui eu que escolhi um véu. Mas velada está minha palavra.
Quero que respeitem os ritmos, principalmente o meu. O mundo grita: “mais rápido, mais rápido, mais rápido”. Quero
me expressar do meu jeito e descobrir o que me toca. O mundo pede: “Shhhhhh”. E vem o dia seguinte. Os dias seguintes são a minha vida inteira. Porque o mundo sempre vence a batalha de amolecer diariamente o tijolo, arrancando de nós uma satisfação canina, tornando nossa felicidade clandestina. Que mais há para dizer? Só me resta abrir os braços para o mundo, olhar para ele bem de frente e lhe dizer na cara: Te dana! Palavras são estacas fincadas no chão, fincadas em mim. Tenho a impressão de que tudo vaza em sobras, inclusive o sangue. E a morte, velha amiga, me sorri.

Professor: Fábio Furtado

Alunos: Carolina Soares, Daniel de Matos, Dhan Lopes, Fernando Dornas, Luane Moreira, Luciana Bizzotto, Mariana
Ozório Lacorte, Raquel Alvim, Tratasedejose

Roteiro Dramatúrgico: Fernando Dornas

Data: 10 de julho
Horário: 20h
Ingresso: Entrada gratuita
Classificação: Livre
Categoria: | Assuntos:

Cadastre-se em nossa newsletter

E-mail*

Entre em contato

Rua Pitangui, 3613, Bairro Horto
Belo Horizonte - MG - Brasil - CEP.: 31030-065

+55 31 3481-5580

contato@galpaocinehorto.com.br

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta das 9h às 22h, sábado das 9h às 17h e domingo das 15h às 21h.
Bilheteria – Aberta sempre 2h antes das apresentações.
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT) - segunda a sexta das 14h às 19h

Como Chegar