Monólogo relembra relação conturbada de Camille Claudel e Auguste Rodin

Camille Claudel. Foto: Clarice Fonseca

Nos dias 6, 7 e 8 de setembro, a Sala Solo do Galpão Cine Horto recebe o monólogo Camille Claudel.

Criado por Ivana Andrés e dirigido por Luciano Luppi, o espetáculo retrata a vida conturbada da escultora francesa.

Sinopse

Enlouquecida e morando num
hospício na França, Camille desenha compulsivamente, relembrando sua tumultuada relação de amor
e arte com o grande escultor Auguste Rodin. Sua genialidade e rebeldia não se adequavam aos
rígidos padrões patriarcais de sua época, razão pela qual foi internada por 30 anos, até a sua morte,
aos 79 anos de idade. Na cena, Camille, com delírios persecutórios, ouve vozes e tem visões de
esculturas que ela executou e expôs com sucesso antes de sua internação. Algumas obras suas são
interpretadas em cena, através de desenhos.

Ficha técnica

Autoria : Ivana Andrés

Direção: Luciano Luppi

Trilha sonora: Ivana Andrés e Evaldo Nogueira

Atuação, Cenografia e Figurino: Ivana Andrés

Produção: Cecília Fernandes

Data: 6, 7 e 8 de setembro
Horário: Sex e sáb às 20h | Dom às 19 h
Ingresso: R$20 (inteira) | R$10 (inteira)
Classificação: 12 anos
Categoria: | Assuntos:

Cadastre-se em nossa newsletter

E-mail*

Entre em contato

Rua Pitangui, 3613, Bairro Horto
Belo Horizonte - MG - Brasil - CEP.: 31030-065

+55 31 3481-5580

contato@galpaocinehorto.com.br

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta das 9h às 22h, sábado das 9h às 17h e domingo das 15h às 21h.
Bilheteria – Aberta sempre 2h antes das apresentações.
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT) - segunda a sexta das 14h às 19h

Como Chegar