Equipe Pedagógica

Coordenação pedagógica: Lydia Del Picchia

Atriz, bailarina, coreógrafa e diretora. Formada pelo extinto Trans-Forma – Centro de Dança Contemporânea, participou de diversos grupos de dança, tais como o Trans-Forma, Cia. de Dança do Palácio das Artes e 1º Ato. Atriz do Grupo Galpão desde 1994 é também Coordenadora Pedagógica do Galpão Cine Horto desde 2004.

Coordenação dos cursos e oficinas: Fábio Furtado

Ator, diretor, preparador corporal e arte educador. Formado pelo Teatro Universitário da UFMG, foi fundador e integrante da Cia. Acômica de 1995 a 2009. No Galpão Cine Horto, exerce a função de Coordenador dos Cursos e Oficinas e Coordenador dos Projetos Especiais.

PROFESSORES:

Camila Morena

Atriz, figurinista e bacharel em Interpretação Teatral pela Universidade de Brasília (2006). Foi uma das fundadoras da “Cia B de Teatro”, com a qual atuou e produziu (de 2005 a 2008) o espetáculo “Páginas Amarelas”, montagem premiada em diversos festivais no Brasil e apresentada na 9ª Mostra de Teatro de Santo André em Portugal. Já trabalhou com diretores renomados como Chico Pelúcio, Hugo Rodas e Paulinho Polika. Como assistente de direção participou do espetáculo “Havia” (2011) e dirigiu a cena curta “Gravidades” (2012). Ministrou a oficina “Corpo e Teatralidade” em Santiago (Chile) e em Ouro Preto (MG) em parceria com a atriz e diretora Kenia Dias. É professora dos Cursos Livres do Galpão Cine Horto desde 2011 e ministrou os Módulos de Criação de que resultaram nas montagens “Quanto Custa o Ferro?” e “Desorientações para a Vida Cotidiana”.

Fábio Furtado

Ator, diretor, preparador corporal e arte educador. Formado pelo Teatro Universitário da UFMG, foi fundador e integrante da Cia. Acômica de 1995 a 2009. No Galpão Cine Horto, exerce a função de Coordenador dos Cursos e Oficinas e Coordenador dos Projetos Especiais.

Glaucia Vandeveld

Atriz, formada pela Escola de Arte Dramática da ECA/USP, com especialização em Arte-Educação pela Fundação Cóvis Salgado, Palácio das Artes. Foi professora de Artes Cênicas no I.A.C. – Instituto de Arte e Cultura De Ouro Preto e no Centro de Cultura Nansen Araújo – Sesiminas/BH. Integra o Núcleo Pedagógico do Galpão Cine Horto, onde coordena o Núcleo de Pesquisa em Teatro para Educadores. Como atriz convidada, integra o elenco do “Congresso Internacional do Medo” do Grupo Espanca, sob a direção de Grace Passô. É colaboradora do FETO/BH- Festival Estudantil de Teatro. Atriz pesquisadora do Coletivo Paisagens Poéticas, onde atua no espetáculo “A Noite Devora seus Filhos”.

Juliana Martins

Atriz e arte educadora. Formada pelo CEFAR – Palácio das Artes e graduada em Licenciatura em Educação Músical pela Escola de Música da UEMG. Foi coordenadora dos Cursos Livres de Teatro do Galpão Cine Horto  onde leciona há 10 anos. Atualmente, é integrante da Cia. Absurda e atua no espetáculo “Migrações de Tennessee ” com direção de Eid Ribeiro.

Kelly Crifer

Atriz, arte educadora e diretora. Bacharel em Interpretação Teatral (2004) e licenciatura em Teatro (2006) pelo curso de Artes Cênicas da UFMG. Atriz do Grupo Teatro Invertido desde 2006. Idealizadora do projeto “Arte e Educação na periferia” , desenvolve um trabalho de iniciação ao teatro  com crianças e adolescentes no Programa CIAME Flamengo, bairro Alto Vera Cruz, desde 2007. É professora do Galpão Cine Horto há um ano.

Leandro Acácio

Ator e preparador corporal. Mestre em Artes/Teatro pela Universidade Federal de Minas Gerais/UFMG (2011) com ênfase em performatividade, teatralidade e teatro performativo. Graduado em Licenciatura em Educação Artística/Música na Universidade Estadual de Minas Gerais/ESMU – UEMG. Integrou o Grupo Oficcina Multimédia, dirigido por Ione de Medeiros de 1997 a 2007. Desde 2010 é pesquisador do Obscena – Agrupamento Independente de Pesquisa Cênica (BH/MG). Possui trajetória no ensino em artes em instituições públicas, privadas e projetos socioculturais. Professor do Galpão Cine Horto há dois anos.

Letícia Castilho

Letícia Castilho é atriz, diretora e professora licenciada em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Minas Gerais onde, posteriormente, atuou como professora substituta de atuação do curso de graduação em teatro da EBA/UFMG. Atualmente coordena os cursos de Iniciação Teatral e Técnico em Arte Dramática, como chefe do departamento de teatro do Centro de Formação Artística e Tecnológica da Fundação Clóvis Salgado – Cefart/Palácio das Artes e é professora designada de arte (interpretação e improvisação) nesta mesma instituição.

Cristiano Peixoto

Cristiano Peixoto é ator e diretor. É mestre em teatro pela UFMG e foi professor de interpretação e expressão vocal no CEFART / Palácio das Artes. Estudou com Maud Robards (Haiti), James Slowiak (EUA), Francois Khan (França), Fernando Montes (Colômbia); Integrou os grupos “Laboratório Permanente de Ricerca sull’arte dell’attore” (Italia) e “Studium Teatralne” (Polônia) com o qual atuou no espetáculo “Czlowiek”. É co-fundador do Grupo Teatro Pontífex tendo atuado nos espetáculo Caim e Abel, Moby Dick e Zênite. Dirigiu o show musical “!Evoé – música para ser vista” e fez a assistência de direção da ópera “A Menina das Nuvens” de Heitor Villa Lobos e regência de Roberto Duarte. Foi Coordenador de Eventos Especiais e Atividades Formativas do FIT-BH 2012. Dirigiu o espetáculo “Adeusàmorte” – uma adaptação do livro Intermitências da Morte de José Saramago. Atualmente, atua no espetáculo “Migrações de Tennessee” com direção de Eid Ribeiro.

 

Chico Pelúcio

Nascido em 1959, viveu até os 16 anos em Baependi, interior de Minas Gerais. Em 1975, veio para Belo Horizonte. Ingressou no curso de Administração e, junto com Eduardo Moreira e sob direção de João Machado Gontijo, atuou em “Murro em ponta de faca”, no curso de comunicação da PUC. Em 1981, ainda sob a liderança de João Machado e junto a muitos parceiros, participou da criação da Associação Galpão, que posteriormente foi usada para criação do Grupo Galpão. Em 1983, depois de formado mudou-se para Londres. Lá fez curso de clown e junto com o amigo inglês Rick Vick apresentou-se nas ruas da França, Bélgica e Inglaterra. Em 1984, Chico retorna ao Brasil e faz uma substituição de emergência em “E a Noiva Não Quer Casar”, do Galpão. Um ano mais tarde cria o projeto “Lápis de Cena”, levando milhares de crianças para assistir ao espetáculo “De Olhos Fechados”. Esses dois encontros com a trupe serão definitivo na trajetória do artista que desenvolveu habilidades como ator, diretor (espetáculo “Um Trem Chamado Desejo”), gestor/produtor, iluminador, acumulando prêmios. Além do Galpão, Pelúcio dirigiu diversas companhias, entre elas, Cia Burlantins, Circo Roda de SP, Camaleão Grupo de Dança e vários espetáculos do Oficinão, projeto do centro cultural Galpão Cine Horto. Chico também atuou na área de produção e gestão cultural em edições dos Festivais Internacionais de Teatro de Rua (FIT-BH). Depois de concluir o curso de especialização em cinema no IEC PUC Minas, Pelúcio dirigiu dois documentários e atuou em diversos filmes. Em 2005 e 2006, esteve à frente da presidência da Fundação Clóvis Salgado, do Palácio das Artes. É coordenador geral do Galpão Cine Horto desde 1998, ano de sua fundação.

 

 

Entre em contato

Rua Pitangui, 3613, Bairro Horto
Belo Horizonte - MG - Brasil - CEP.: 31030-065

+55 31 3481-5580

contato@galpaocinehorto.com.br

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta das 9h às 22h, sábado das 9h às 17h e domingo das 15h às 21h.
Bilheteria – Aberta sempre 2h antes das apresentações.
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT) - segunda a sexta das 14h às 19h

Como Chegar