Cine Horto Som & Fúria: Joana Bentes, Jennifer Souza e Davi Fonseca sobem ao palco para 3º edição

Joana Bentes. Foto: Vicente de Mello

Joana Bentes abre nesta sexta, dia 11, a terceira edição do Cine Horto Som & Fúria. No dia seguinte, o projeto recebe a compositora Jennifer Souza e o pianista e compositor Davi Fonseca para shows individuais e um show especial em parceria.

O Cine Horto Som & Fúria marca a estreia de um esforço inédito de aproximação do centro cultural do Grupo Galpão com a cena musical. Nas edições anteriores o projeto já recebeu Gui Ventura, Hakili, Dona Jandira, Bernardo Bauer, Rádio Exodus e Johnny Herno. Em novembro, a banda Enversos e os artistas Titane e Baka encerram a primeira temporada do Som & Fúria.

Joana Bentes estreia o show Com Ela assumindo a voz e guitarra na companhia de Larissa Horta, que fica por conta do baixo e vocais. No repertório estão canções do EP Entre (2016), os singles Aqui e O Mal Vai Morrer de Alegria, e versões de músicas de artistas da MPB, como João Silva e Enok Virguino, Mariana Aydar, Rita Lee, Herbert Vianna, Marisa Monte, Arnaldo Antunes e Gilberto Gil.

Conheça abaixo um pouco da trajetória de cada uma das atrações de outubro.

Joana Bentes

Joana Bentes é cantora, compositora, arranjadora, produtora e musicista autodidata em violão, guitarra e bateria. Formada em Artes Plásticas. Lançou seu primeiro EP “ENTRE” (2016), com produção de Xuxa Levy. Trata o processo de composição com atenção e fala sob a perspectiva feminina de assuntos como amor, sexo e questões existenciais. Lançou em 2017 o single “AQUI”, que conta com mais de 1 milhão de plays no Spotify. Tocou em Vitória/ES, sua cidade natal, em Brasília, São Paulo, Uberlândia e Belo Horizonte, cidade que vive e trabalha atualmente. Foi finalista do Prêmio Profissionais da Música 2018 na categoria Trilha Sonora de Cinema pelo documentário curta-metragem “TRANSVIVO”, de Tati W. Franklin. O single “O Mal Vai Morrer de Alegria” (maio/2019) abre uma nova fase estética da artista, que traz ao público sua vertente produtora e abarca timbres mais eletrônicos.

Davi Fonseca

Foto: Gui Machala

Davi Fonseca é pianista, compositor e arranjador e acaba de lançar o seu primeiro disco: “Piramba”. O desenvolvimento deste trabalho começou em 2018, quando o artista formou o seu sexteto para concorrer ao Prêmio BDMG Instrumental XVIII, do qual saiu vitorioso. De lá pra cá, os arranjos foram ganhando maturidade e crescendo com a banda. Com a ideia de gravar o disco a equipe aumentou: Pedro Durães assina a produção musical e Máximo Soalheiro a arte.Além disso o álbum conta com algumas participações especiais: Mônica Salmaso gravou voz em uma das faixas; Rafael Martini assina um dos arranjos, no qual também toca acordeão e Felipe Vilas Boas gravou sua guitarra em uma das músicas. O disco celebra o encontro da canção com a música instrumental, trazendo uma mistura de referências do compositor.

Jennifer Souza

Foto: Renata Queiroz

Jennifer Souza é compositora, cantora e musicista no cenário musical independente através de seu trabalho solo e suas participações em outros projetos coletivos, como o Transmissor e atualmente o Moons. Lançou em 2013 o álbum “Impossível Breve”, trabalho de boa repercussão de público e crítica e que chegou a ser relançado no Japão pelo selo Core Port. Pacífica Pedra Branca, seu segundo disco solo, atualmente em fase de pré-produção, será lançado no primeiro semestre de 2020. Acompanhada pelos músicos Felipe Continentino e Fred Selva, a artista mostra no Som & Fúria Cine Horto um pouco do que vem por ai.

Serviço

Cine Horto Som & Fúria – Joana Bentes, Jennifer Souza e Davi Fonseca
Data: 11 e 12 de outubro de 2019
Onde:
Galpão Cine Horto – Rua Pitangui, 3.613 – Horto – Belo Horizonte – MG
Ingresso:
R$20 (inteira) e R$10 (meia). Vendas online via Sympla ou na bilheteria do teatro.

Categoria: Notícias | Assuntos:

Cadastre-se em nossa newsletter

E-mail*

Entre em contato

Rua Pitangui, 3613, Bairro Horto
Belo Horizonte - MG - Brasil - CEP.: 31030-065

+55 31 3481-5580

contato@galpaocinehorto.com.br

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta das 9h às 22h, sábado das 9h às 17h e domingo das 15h às 21h.
Bilheteria – Aberta sempre 2h antes das apresentações.
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT) - segunda a sexta das 14h às 19h

Como Chegar