18º Festival Cenas Curtas | 2017

O Festival Cenas Curtas chega a mais uma edição marcado pela diversidade e representatividade. Além das Cenas de Palco, estão de volta as Cenas de Rua, que ficaram fora da programação desde 2008 e que chegam para integrar de vez o centro cultural à Rua Genoveva de Souza, atrás do Galpão Cine Horto. A rua recebe, ainda, a Feira da Benfeitoria com diversos expositores. Sucesso na edição passada, os Rolês também retornam trazendo ações artísticas de diversas linguagens para ocupar os espaços do Corredor Cultural Leste (Galpão Cine Horto, Gruta!, Teatro 171, Zona Last e Velma). Saiba mais das edições anteriores aqui.

 

FESTIVAL PARA A RUA E PARA A CIDADE

A 18ª edição do Festival Cenas Curtas chega para fortalecer uma proposta do Galpão Cine Horto em expandir cada vez mais sua atuação para além de suas paredes. “A relação com a rua faz parte do nosso DNA, pois nascemos a partir de um grupo de teatro de rua”, comenta Chico Pelúcio, Diretor do centro cultural. Isso justifica o retorno mais que merecido das Cenas de Rua, a participação da Feira da Benfeitoria e a permanência dos Rolês como atividade efetiva do festival.

 

 

MULTI-TEMAS E URGÊNCIAS

Em 2017, o projeto não traz um único tema ou frase chave, como de costume. Ao invés disso, “trazemos vários assuntos, pois o momento é de muitas questões e cada pessoa tem suas próprias urgências. A identidade visual é reflexo da diversidade de temas presentes nas mais de 300 propostas que recebemos das cinco regiões do Brasil”, explica Gisele Milagres, Coordenadora Geral do Galpão Cine Horto e membro da comissão de seleção do Festival Cenas Curtas. “É por isso que, ao invés de termos imagens que representem um recorte temático, o evento traz 1500 palavras que tentam abarcar parte desse conteúdo”, complementa.

 

ROLÊS

Os Rolês vão trazer para o Festival Cenas Curtas ações artísticas e festivas que abordam temas e estéticas diversas como direito à cidade, negritude e orgulho LGBTQIs. São nove trabalhos que irão ocupar espaços do Corredor Cultural Leste: Gruta!, Zona Last, Velma e Teatro 171.

O Rolê traz, ainda, o Concurso de Fotografia para os participantes que postarem no Instagram fotos das atividades. Todas as imagens serão exibidas na festa de encerramento do evento e as cinco mais curtidas na rede social participarão de uma seletiva na qual a produção do Festival Cenas Curtas escolherá a vencedora, com direito a prêmios e bolsa de estudo no Galpão Cine Horto. Confira aqui como participar do concurso: https://goo.gl/2HWHva

 

NO CALOR DA CENA + DEBATE DO DIA SEGUINTE

Durante todos os dias de Festival os convidados Soraya Martins, atriz e pesquisadora, e Henrique Vertchenko, historiador e pesquisador, serão responsáveis por comandar o Debate do Dia Seguinte e escrever as resenhas críticas da coluna No Calor da Cena, publicada no site do Galpão Cine Horto. A mediação é feita por Marcos Coletta, Coordenador do Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT), do Galpão Cine Horto.

No Calor da Cena | 13.09 | por Henrique Brener Vertchenko

SUBTEXTO – REVISTA DE TEATRO DO GALPÃO CINE HORTO

A abertura do Festival Cenas Curtas, no dia 13, recebe também o lançamento da 13ª edição da Subtexto – Revista de Teatro do Galpão Cine Horto. A publicação de 2017 reúne 14 textos que abordam o tema “Teatro e Formação de Espectadores”, escritos por autores convidados de diversos estados brasileiros e também da Argentina. A revista tem edição digital e bilíngue (português e espanhol) e sua distribuição é gratuita, disponível para acesso a partir do dia 13/09 no site do Galpão Cine Horto.

 

FEIRA DA BENFEITORIA

No domingo, 17 de setembro, a Rua Genoveva de Souza vai receber a Feira da Benfeitoria, com expositores de roupas, acessórios, publicações independentes, comidas, entre outros.

 

FESTA DE ENCERRAMENTO: BATEKOO

Outro momento já tradicional e esperado no Festival Cenas Curtas é a festa de encerramento, conhecida no meio artístico como a micareta do teatro mineiro. No dia 17 de setembro, domingo, o Teatro Wanda Fernandes se transfora num enorme salão para receber a festa carioca Batekoo. O fervo, que já passou por diversas cidades, retorna a BH com seu “movimento que se expressa através da dança, da música, do corpo, da pele preta, do suor, da liberdade corporal e sexual”.

No último dia de evento também tem a divulgação das cenas mais bem avaliadas pelo público durante o festival e que farão parte da Temporada das Mais votadas. As cenas apresentam dia 24 de setembro na cidade de Mariana (MG) através da parceria com o SESI local. Por fim, a noite tem espaço garantido para o Prêmio Banana Rosa, uma sátira promovida pelo Teatro 171 que inventa suas próprias categorias para premiar os vencedores com uma fruta cintilante.

INGRESSOS

Cenas de Rua, Rolês, Feira da Benfeitoria e Debate do Dia Seguinte: Entrada gratuita
Cenas de Palco e Festa de encerramento (Batekoo)*: R$ 10 (meia) e R$ 20 (inteira)
* Quem apresentar um canhoto de qualquer dia do Festival Cenas Curtas paga meia na Festa de Encerramento
Ingressos antecipados no: www.sympla.com.br/galpaocinehorto

 

COMISSÃO DE SELEÇÃO

Cenas de Palco: Dora Sá, Gisele Milagres, Grazi Medrado, Letícia Castilho, Marcos Coletta e Soraya Martins.
Cenas de Rua: Chico Pelúcio, Gisele Milagres e Tania Araujo.
Rolês: Cleo Magalhães, Daniel Bandeira, Gisele Milagres, Marina Viana, Pedro Romero, Ricelli Piva e Wagner Alves de Souza.

 

 

::: PROGRAMAÇÃO COMPLETA :::

 

 

Faça aqui o download em PDF da programação completa. Você pode levá-la no seu seu celular e assim evitar desperdício de papel. 🙂

 

13/09 | QUA

 

19h30 – 20h | Galpão Cine Horto | Rolê

Homenagem ao respeitável público | #Joyces (André Victor, Lygia Peçanha e Rafael RG)
Dois locutores realizam homenagens simultâneas. A intervenção performática perpassa questões relacionadas a política nacional atual, a condição do ser artista e o afeto.

 

20h | Galpão Cine Horto – Teatro

Lançamento da 13ª edição da Subtexto – Revista de Teatro do Galpão Cine Horto

 

20h – 22h | Galpão Cine Horto – Teatro | Festival Cenas Curtas – Cenas de Palco

A MATA SILENCIÔ (Belém, PA)
Em um mundo em que o agronegócio é nocivo à natureza e comunidades tradicionais, as entidades da mata surgem como defensoras de minorias e tradições. Na cena elementos das religiões afro ameríndias, principalmente o Tambor de Mina, denunciam a violência no campo, chacinas e genocídios que são mantidos em silêncio no interior da Amazônia.

MÃE DA RUA (Belo Horizonte, MG)
Um homem bateu em minha porta e eu abri… MÃE! Corre cipó, na casa da vó… MÃE! Os escravos de jó… MÃE DA RUA! “E quem ganha?” Quem conseguir se adaptar e encontrar as melhores oportunidades. Você sabe como isso se chama?

VILA DO CACHORRO (Belo Horizonte, MG)
A vida de um mímico mudou radicalmente quando, numa fria madrugada, ao abrir sua  porta imaginária, ele se deparou com algo surpreendentemente sublime. Vila do Cachorro é uma experimentação mimo-clown-cênico-sonora inspirada nas delimitações de espaço do filme Dogville de Lars Von Trier.

AS SENHORAS TREVOSAS DE BETHLEHEM (Curitiba, PR)
Elas estão numa floresta tropical, cabaré underground, aterro sanitário ou numa casa cor-de-rosa próxima a pontos de prostituição. Dançarão a dança desordeira das mariconas picarescas que são.

 

22h – 22h20 | Gruta | Rolês

Soneto de [des]encanto | Andréa de Fátima Rodrigues
“Era uma vez… Mas a cada nova fase da lua haverá outra. A menina, a toca do coelho, a solidão. “Como faço para sair daqui? Depende, depende pra onde quer ir”. Era pra ser um soneto, mas só restou o (des)Encanto.”

 

14/09 | QUI

 

18h30 – 20h | Galpão Cine Horto – Cinema | Debate do Dia Seguinte

Debate com as cenas apresentadas no dia 13/09

 

19h – 19h30 | Gruta | Rolê

Falta de Ar | Duna Dias Viana
Os desconfortos, impotências e revoltas do cotidiano. As informações que nos invadem agressivamente. As rupturas. Os abismos e incoerências. Os golpes. “Falta de ar” é um trabalho que alimenta as necessidades de fala de muitos, entorpecidos pelas violências e ilusões da contemporaneidade. O ponto de partida são as questões políticas, econômicas e sociais vividas no Brasil e na América latina.

 

20h – 22h | Galpão Cine Horto – Teatro |Festival Cenas Curtas – Cenas de Palco

COMBATENTE MARIA (Salvador, BA)
A partir da soldada baiana Maria Quitéria, a trajetória real de mulheres na luta pela independência do Brasil é desenhada. Ao conectá-las a mulheres atuais, a cena repensa o lugar feminino na história.

ELENCO DE APOIO (Rio de Janeiro, RJ)
As aventuras e desventuras de duas atrizes que sonham com o estrelato.

HIATO (Nova Lima, MG)
Num mundo de tantas possibilidades e informações, as vezes parecemos estar num hiato entre o pensamento e a ação. A decisão de escolha é uma luta interna onde o seu querer entra em conflito. Questionar-se sobre isso é saber distinguir o que se propõe, se vem de si próprio ou se é sujeitado, influenciado.

POST IT (Belo Horizonte, MG)
“Post it” é um manifesto, recheado de ironia sobre o que é preciso suportar socialmente ao engravidar. Onde está a opinião do outro? No que ela interessa? O que você gostaria que seu filhx soubesse? Para além da realização feminina (quando ela existe) há um abismo de dúvidas. Mas as dúvidas não estão sozinhas. Com elas vem as expectativas do outro, e é preciso silêncio. É preciso menos espetáculo e mais afeto.

 

21h30 – 22h30 | Zona Last | Rolê

Workshop de como encher linguiça | Grupo Indigestão
Workshop de encher linguiça é um happening/oficina onde ensinaremos o processo de encher uma linguiça de verdade com diferentes conteúdos que as pessoas poderão intervir e rechear enquanto discutimos questões análogas tanto ao processo em si quanto à própria arte e seus meandros. Ao fim será oferecido uma degustação da iguaria aos participantes e público.

 

15/09 | SEX

 

18h – 19h no Metrô Estação Central + 20h – 21h na Gruta | Rolê

Fêmea-matriz | Isadora Fachardo e Ana França
A fêmea-matriz são poemas sensoriais. Cada instalação carrega uma proposta, uma experimentação, uma mulher. Queremos espalhar pelos espaços e ruas, as vozes, cores, expressões, gritos e confissões de diferentes mulheres por meio de poemas de escritoras, cuidadosamente costurado a imagens e sons em experimento.

 

19h – 21h e 23h – 00h |Gruta | Rolê

FREEda _ Setlist misto | Frederico Caiafa
Duas horas de sons de revolução de todos os tempos e nações pra rebolar e rebelar-se das amarras que te oprimem. Discotecagem de sons brasileiros de diversas nacionalidades. A atemporalidade do som e o gingado do ritmo faz a casa tremer. Sons de revolução, melodia pulsante e aromatizada para fazer o esqueleto mexer.

 

19h30 – 21h | Galpão Cine Horto – Cinema | Debate do Dia Seguinte

Debate com as cenas apresentadas no dia 14/09

 

21h – 23h | Galpão Cine Horto – Teatro | Festival Cenas Curtas – Cenas de Palco

ORGÂNICA  (Belo Horizonte, MG)
Movimento de diferentes corpos em um espaço-tempo natureza e sua conexão com o feminino. O diálogo entre dança, som e vídeo criam formas, texturas e uma estética onde o real se contrasta com o virtual.

ELAS TAMBÉM USAM BLACK TIE (Ibirité, MG)
Três mulheres negras. Jazz. Histórias onde se encontram e improvisam um final de luta. Sim, ELAS TAMBÉM LUTAM. Jam. Talvez a voz não saia e um grito rouco seja música. Ladies and gentlemen, Senhoras e senhores, com vocês: ELAS.

CAMARIM (São João Del Rei, MG)
E da noite para o dia chegamos ao fim da vida. Ela, a vida, é apenas um sopro e tão rápido como foi lançada, dissipa-se no espaço. Cabe-nos apenas trazer à memória a juventude que um dia floresceu. Cena curta elaborada inicialmente no laboratório de marionetes “Plan B”, de Natacha Belova, em Santiago, Chile.

BOA APARÊNCIA (São Paulo, SP)
Uma mulher tenta dar vida às lembranças e sonhos de três homens que tiveram, de forma forçada, os seus corpos amontoados num lugar inóspito, perdido e esquecido no tempo e no espaço.

 

00h – 03h |Velma | Rolê

noche SUPOLOLO | Sosti Reis
A NOCHE SUPOLOLO é um convite para bailar no Festival Cenas Curtas, ao som de pura música eletrônica produzida na latinoamerica.

 

16/09 | SAB

 

19h30 – 21h | Galpão Cine Horto – Cinema | Debate do Dia Seguinte

Debate com as cenas apresentadas no dia 15/09

 

21h – 23h | Galpão Cine Horto – Teatro | Festival Cenas Curtas – Cenas de Palco

ESPÍRITO NU – A SOLIDÃO DA MULHER NEGRA (São Paulo, SP)
“Espírito Nu – a solidão da mulher negra” é uma performance de dança que apresenta histórias de racismo e machismo contadas por duas atrizes negras com base no experimento Afro-Butoh.

“CÊ É BURRO?? ” (São Paulo, SP)
Dois múltiplos artistas de mundos e pesquisas diferentes, um clássico outro contemporâneo, descobrem que foram contratados para o mesmo local, no mesmo horário, pela mesma pessoa. Depois de inúmeras tentativas de provar a prioridade da sua pesquisa no picadeiro, decidem realizar este trabalho juntos. Desta forma se surpreendem e percebem que seus talentos se multiplicam.

REFÉM SOLAR (Belo Horizonte, MG)
Corpo extraterreno feminino. Refém de si, lida no telão. Alcunha mestiça adotada com carinho. Atiça a mula, não é malandragem, é jeitinho. Grito de luta que abocanha mão. De quem tenta calar o bicho-papão

MINHA HISTÓRIA QUE NUNCA VI (Belo Horizonte, MG)
Um espaço íntimo que é palco de luta. Quatro artistas, mergulhados numa cena, tecem uma dramaturgia de protagonismo artístico e político dos corpos trans.

 

22h30 – 23h |Galpão Cine Horto – Teatro 171 | Rolê

Stopping Power | Sabrina Rauta
A performance  Stopping  Power é o poder de parada para nós negros, refletir sobre os nossos caminhos e escolhas que tomamos para estarmos ativo na cena artística. É sentir o cheiro da pele só de olhar, expressões naturais que a vida nós dá em nossos corpos.

 

23h30 – 01h | Teatro 171 | Rolê

Maria Helena, a grotesca |Matheus Silva
Um performer usa uma prótese dentária e rebola em cima de um pequeno palanque, e ao som de um áudio que revela seus apetites sexuais. E logo depois, ao som de “Rainha da noite”, de Mozart, ele confessa todo seu amor à uma banana.

PRÊMIO BANANA ROSA – PRIMEIRA PARTE

 

17/09 | DOM

 

13h – 18h | Rua Genoveva de Souza | Feira da Benfeitoria

Com diversos expositores de roupas, acessórios, publicações independentes, comidas, entre outros. Confira quem fará parte:

 

15h30 – 17h | Galpão Cine Horto – Cinema | Debate do Dia Seguinte

Debate com as cenas apresentadas no dia 16/09

 

16h – 17h | Rua Genoveva de Souza | Festival Cenas Curtas – Cenas de Rua

TRAGÉDIA CARNAVALIZADA (Contagem/MG)
O que fazemos com as nossas dores? Medéia carnavalizou e vai botar seu bloco na rua, para que mais vozes possam denunciar a cultura machista da sociedade. Se você se identifica com essa ideia se junte-se a nós no bloco Filhas de Medéia.

CIDADE DOS ASSOMBROS (Belo Horizonte/MG)
As energias do além e os ataques aterrorizam seus moradores. Portanto seus habitantes vivem assombrando para não serem assustados. Os fenômenos intitulados assombrações tiram o sossego dos moradores!

“A COISA” (Belo Horizonte/MG)
Os invisíveis quase não gritam, não querem mais ouvir a própria voz… Estes malditos cinzentos fedem! Pedem, coçam, bebem, morrem sem ninguém saber… Desfilam tendo à mostra sua monstruosidade… Desfilam sua liberdade… Facetas sínicas embriagadas, desmedidas, desemolduradas, não mediadas, não contabilizadas… Por mais que os olhos vejam, os sentidos vão deixando de sentir…

 

19h | Teatro Wanda Fernandes | Festa de Encerramento

CENA CONVIDADA: BREMMER, PEDROSA E TOMÁS ESTÃO NO MOVIMENTO (Belo Horizonte, MG)

Há alguns meses o movimento Menos Palácio Mais Artes ocupa as redes sociais e os corredores reais do Palácio das Artes. Denunciando a precarização física e simbólica da escola de arte que ali se instala, alunos e alunas fazem protestos, ocupações e assembleias. Bremmer, Pedrosa e Tomás fazem parte deste movimento.

FESTA BATEKOO (Rio de Janeiro, RJ)

Movimento que se expressa através da dança, da musica, do corpo, da pele preta, do suor, da liberdade_corporal e sexual, da cultura negra, periférica e urbana, do empoderamento coletivo e representatividade preta dentro de qualquer espaço.

PRÊMIO BANANA ROSA – SEGUNDA PARTE

Tradicional premiação do Festival Cenas Curtas promovida pelo Teatro 171 que inventa suas próprias categorias para premiar seus vencedores com uma fruta cintilante.

DIVULGAÇÃO DAS CENAS MAIS VOTADAS

Anúncio das cenas com maior número de votos que farão parte da Temporada das Mais Votadas

Cadastre-se em nossa newsletter

E-mail*

Entre em contato

Rua Pitangui, 3613, Bairro Horto
Belo Horizonte - MG - Brasil - CEP.: 31030-065

+55 31 3481-5580

contato@galpaocinehorto.com.br

Horário de Funcionamento

Segunda a sexta das 9h às 22h, sábado das 9h às 17h e domingo das 15h às 21h.
Bilheteria – Aberta sempre 2h antes das apresentações.
Centro de Pesquisa e Memória do Teatro (CPMT) - segunda a sexta das 14h às 19h

Como Chegar